Cesar Villavicencio

Pesquisador e intérprete da música dos séculos XVI, XVII, XVIII, música contemporânea e improvisador, possui doutorado em Música – University of East Anglia (2008), Inglaterra – com a tese “The Discourse of Free Improvisation”. Concluiu pós-doutorado na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo como bolsista da FAPESP (2012). Realizou estudos de Bacharel em Música em São Paulo. Em 1998 obteve o Diploma de Solista no Conservatório Real de Haia, Holanda, o mais alto grau de formação oferecido por essa instituição. Foi professor convidado no Conservatório Real de Haia (2001-2004) e atualmente está vinculado como professor substituto ao Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (UNESP). Trabalha regularmente com meios eletrônicos para a performance de música. Entre 1996 e 2000 desenvolveu junto do Instituto de Sonologia do conservatório de...

As Flautas de São Paulo

Dirigido por Cesar Villavicencio e Ricardo Kanji, As Flautas de São Paulo é o mais novo conjunto de flautas doces do Brasil. É o único grupo do país que possui um consort completo de flautas Praetorius. As Flautas de São Paulo reúne músicos de quatro gerações que se dedicam à flauta doce e à pesquisa e interpretação da música antiga. Desde sua formação, em novembro de 2012, o conjunto realizou concertos em São Paulo, no XI Festival de Música Antigua de Lima, Peru, no XXIV Festival de Juiz de Fora, no XXIII Congresso da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Música em Natal (RN), na IV Semana de Música Antiga da UFMG em Belo Horizonte (MG) e na I Mostra de Flauta Doce da Udesc em Florianópolis [SC]. Também em 2013, As Flautas de São Paulo realizou, de 9 a 11 de agosto, o I Encontro de Flauta Doce da Barra do Sahy em São Sebastião (SP) com apoio da Secretaria de Cultura de...

CD Setecentos

O repertório por nós escolhido para esta gravação representa os diversos estilos que constituem o núcleo da cultura musical ocidental, que se tornou a base da nossa música brasileira. Para interpretar este repertório, que abrange setecentos anos de música instrumental, utilizamos diversos tipos de flautas doces, desde os tipos mais primitivos da época medieval, passando pelos modelos da renascença e barroco, chegando aos instrumentos modernos desenvolvidos por nós. Neste campo de vanguarda, contamos com a interação obtida através do uso da eletrônica para a manipulação sonora. Ricardo Kanji e Cesar Villavicencio são os artistas envolvidos nessa gravação. Repertório | Compositores Notas – Música medieval As peças medievais que aqui interpretamos eram chamadas de notas. Estudos parecem indicar que estas danças francesas são uma mistura de estampies e puncta, outras duas danças medievais....

E-recorder

O objetivo do projeto da e-recorder é de fornecer ao instrumento acústico uma extensão de possibilidades sonoras. A e-recorder tem diversos sensores instalados que me permitem manipular sons de diversas maneiras. Os sons podem ser gravados ao vivo ou de um banco de sons que está no disco duro do computador. Minha pesquisa procura que dita manipulação seja realizada através de gestos coherentes com o resultado sonoro. Por exemplo, o movimento giratório da base da flauta controla difusão de som em quatro canais ligando o gesto ao resultado sonoro. Outro exemplo é o sensor de pressão instalado na embocadura do instrumento que pode fornecer paralelismo rítmico, através da articulação, entre o som da flauta e o som processado. A e-recorder começou a ser desenvolvida no Instituto de Sonologia do Conservatório Real de Haia, Holanda no ano de 1997. A flauta doce contrabaixo (modelo quadrado)...