Cesar Villavicencio

Pesquisador e intérprete da música dos séculos XVI, XVII, XVIII, música contemporânea e improvisador, possui doutorado em Música – University of East Anglia (2008), Inglaterra – com a tese “The Discourse of Free Improvisation”. Concluiu pós-doutorado na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo como bolsista da FAPESP (2012). Realizou estudos de Bacharel em Música em São Paulo. Em 1998 obteve o Diploma de Solista no Conservatório Real de Haia, Holanda, o mais alto grau de formação oferecido por essa instituição.

Foi professor convidado no Conservatório Real de Haia (2001-2004) e atualmente está vinculado como professor substituto ao Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (UNESP). Trabalha regularmente com meios eletrônicos para a performance de música. Entre 1996 e 2000 desenvolveu junto do Instituto de Sonologia do conservatório de Haia, e com apoio da bolsa Virtuose do Ministério da Cultura, uma flauta contrabaixo com a qual é possível processar sons ao vivo (a e-recorder).

Seu trabalho junto de compositores rendeu seis obras novas para a flauta doce. Em 2009 gravou junto do maestro Ricardo Kanji um CD com duos de flauta doce com o Prêmio de Gravação de Disco Inédito do Programa de Ação Cultural (PROAC) da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. De 2003 a 2010 foi professor de flauta doce na Oficina Internacional de Música de Curitiba. Tem participado também como docente em diversas edições do Festival de Música Colonial Brasileira e Música Antiga de Juiz de Fora e da Semana de Música Antiga de Belo Horizonte, MG.

É diretor do conjunto As Flautas de São Paulo, com o que desempenha atividades tanto de pesquisa como de performance da música antiga e contemporânea. Com a e-recorder realizou concertos com Richard Barrett, Evan Parker, Jonathan Impett, Paul Dunmall, Simon Rose, entre outros. Participou de concertos e gravações integrando a Amsterdam Baroque Orchestra sob a direção de Ton Koopman. Como pesquisador, orientou projetos e apresentou trabalhos no Conservatório Real de Haia, Holanda, na Universidade da California em San Diego, Universidade da California em Santa Barbara, Universidade de Nevada em Las Vegas (Estados Unidos) no Centro Mexicano para la Música y Artes Sonoras (CMMAS), no Conservatorio Nacional de Lima e em diversas universidades brasileiras.